BALNEáRIO CAMBORIú (47) 9 9129-4499
Ligamos para Você
Alto Padrão BC
Telefones para Contato

» Pensando em viver no interior? Agora é a hora

Publicado na Segunda, 11 de maio de 2020, 14h47
Pensando em viver no interior? Agora é a hora

Desde o início da pandemia do COVID19 temos visto um movimento muito interessante no mercado imobiliário, e que por muitos tem sido visto como a salvação econômica de muitas cidades e empresas que atuam neste segmento.

A migração de famílias para o interior sempre ocorreu, desde o momento em que as grandes cidades se tornaram centros nervosos da economia, polos industriais e celeiro de oportunidades de trabalho.

Mas pouco a pouco estas cidades que antes eram a Meca do trabalho e da prosperidade financeira foram perdendo espaço para cidades que ofereciam algo bem distinto, mas não menos desejado: Qualidade de vida.

Muitos de nós fomos criados em ambientes livres, em grandes quintais, brincando nas ruas e sem as atuais preocupações com segurança. Ainda está fresco na memória da maioria de nós este passado vivido de forma mais saudável e sustentável, e agora muitos que sonhavam em um dia retornar a este modelo, anteciparam sua decisão de buscar um imóvel no interior.

O período de confinamento fez muitas famílias repensarem seu modo de vida, a maneira e o ambiente em que criam seus filhos, sua necessidade de espaço e de um ambiente menos opressor e competitivo. E aí veio a decisão: Vamos buscar um imóvel no interior, e agora!

Cidades próximas aos grandes centros estão sendo inundadas por solicitações em busca de imóveis para locação, que tem sido o primeiro passo de muitas famílias antes da compra definitiva de um imóvel para viver a tão sonhada nova vida.

As imobiliárias por exemplo, estão trabalhando como nunca em busca de oferecer os melhores imóveis para compra e locação nas melhores condições e tem sido forçadas a melhorar seus processos, além de contratar novos profissionais para atender essa demanda repentina trazida por esse insight que atingiu milhares de famílias nas captais.

“Vemos com grande otimismo este momento e a previsão é que esta demanda aumente ainda mais com o tempo, ao passo que as famílias que estão migrando para cá influenciarão amigos e familiares a fazerem o mesmo movimento em busca de reaproximação e mais qualidade de vida.

É o fim do tão sonhado eldorado que as capitais sempre foram para a maioria dos brasileiros? Pode ser...

Por outro lado, é o início de uma nova era onde a vida sustentável, livre do trânsito, poluição, insegurança e dos demais problemas das grandes cidades se torna realidade enfim!

 

Home Office: Liberdade de escolha do seu ambiente de trabalho

Outra mudança importante no modo em que vivemos também está em andamento como consequência da Pandemia do COVID19.

Por uma determinação imposta pelos Governo Estaduais e Municipais, muitos profissionais foram obrigados a realizar suas tarefas em regime home office, transformando cômodos de suas casas em verdadeiros ambientes de trabalho.

Isso fez com que a necessidade de proximidade com o trabalho deixasse de existir, e por conta disso muitos profissionais estão optando por se mudarem da capital em busca de imóveis no interior.

Indicadores de desempenho já demonstram uma alta na produtividade de profissionais que trabalham em ambientes mais familiares, sem a necessidade de trajes formais e sem a necessidade de se deslocarem por grandes distâncias apenas para estarem sob as vistas de seus chefes ou empregadores. Trabalhar de bermuda e chinelo? Por quê não?

Contadores, programadores, executivos de vendas e outros perfis de profissionais liberais formam hoje uma massa de clientes em busca de imóveis no interior, todos em busca de fazer com que seus novos espaços de trabalho estejam ainda mais alinhados com suas expectativas de qualidade de vida, na casa onde desejam passar seus finais de semanas, com a vista que sempre sonharam para suas férias, porém trabalhando!

Já imaginou fazer relatórios olhando para as montanhas, ou então de frente para um lago, ouvindo o canto dos pássaros?

Casas, chácaras e sítio para compra e locação estão com alta procura, e a tendência é que este novo regime de trabalho impulsione ainda mais o mercado imobiliário das pequenas e médias cidades próximas à capital.

Um novo mundo vem por aí, e com ele muitos paradigmas e conceitos deixarão de existir, como este, do local de trabalho versus produtividade.

Com isso, acreditamos que abriremos espaço para ambientes mais produtivos e ao mesmo tempo mais acolhedores, e com isso podemos estar presenciando uma nova era geo sócio cultural, onde a descentralização de pessoas, trabalho e renda será o norte para uma nova forma de sociedade.