Ligamos para Você
Nossa politica de privacidade e cookies Nosso site utiliza cookies para melhorar a sua experiência na navegação.
Você pode alterar suas configurações de cookies através do seu navegador.
Alto Padrão BC
Alto Padrão BC
Telefones para Contato

Conheça as principais taxas cobradas ao comprar um imóvel

Conheça as principais taxas cobradas ao comprar um imóvel
Publicado em 10/Mai/2022
Sem Categoria

Adquirir o próprio imóvel junto à imobiliária é o sonho de grande parte das pessoas. Afinal, poder ter seu próprio espaço para decorar e construir memórias com certeza é algo extremamente prazeroso. Mas, justamente por ser algo tão importante, é necessário ter muita atenção, pois tudo deve ser bem planejado, além de considerar todos os custos para evitar problemas no futuro.

 

Sendo assim, é primordial entender sobre os gastos envolvidos nesse tipo de investimento, pois vão muito além de simplesmente pagar o valor da propriedade ao vendedor. Existem diversas taxas e impostos que não são previstos e podem acabar surpreendendo negativamente. Portanto, se você quer estar totalmente preparado para adquirir sua nova casa ou apartamento, não deixe de acompanhar o post de hoje até o fim e veja quais são as principais taxas ao comprar um imóvel.

 

Taxa de corretagem

 

É importante ter em mente que uma imobiliária ao seu lado é fundamental para garantir a segurança da negociação, tanto para quem compra quanto para quem vende. Justamente por isso, contar com sua ajuda é algo que não deve ser subestimado. Cada conselho regional possui um valor cobrado pelo serviço do corretor, sendo que pode variar entre 6% e 8% do preço total do imóvel. O responsável pelo pagamento é quem solicita o serviço, sendo na maioria dos casos o vendedor, mas em alguns casos o próprio comprador contrata o trabalho e fica responsável pelo pagamento.

 

ITBI

 

O ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Imóveis) é um imposto cobrado pela prefeitura municipal e varia de acordo com cada cidade. Ele ocorre mediante uma transferência de propriedade e a oficialização dessa negociação só acontece depois do pagamento da taxa. Em boa parte dos casos, quem paga o pelo tributo é o comprador, mas é possível negociar para que ambas as partes paguem por ele.

 

Taxa de cessão de contrato

 

Se você adquirir um imóvel diretamente com a construtora, é essencial observar a chamada taxa de cessão de contrato. Ela deve ser paga quando o atual proprietário decide vender a propriedade para outra pessoa, devendo passar pela aprovação da construtora e desembolsar um valor de 5% do bem para transferir a titularidade.

 

Registro de imóvel

 

O Registro de Imóvel nada mais é do que identificar oficialmente o novo proprietário do imóvel. Portanto, é essencial atentar-se para todos os elementos relacionados a ele estejam dentro da lei, ou seja, que o imóvel possa ser comprado/vendido.

 

Nesse caso, os valores também variam de acordo com o município.

 

Escritura pública

 

A escritura pública deve ser paga pelo proprietário, pois esse é o documento responsável por comprovar que a negociação realmente foi feita pelo comprador e vendedor. Mas, vale lembrar que ele não é necessário se o comprador financia o bem. Mas, em outros casos, ele é lavrado em um tabelionato de notas, variando em valores de acordo com a cidade.

 

Taxas cartoriais

 

Essas taxas são referentes aos documentos emitidos no cartório. Um exemplo é a escritura, que citamos acima, sendo responsável por dar o direito de propriedade ao comprador. Outra taxa cobrada é referente ao Registro, realizado no Cartório de Imóveis, que serve como prova de que a transação realmente foi realizada. Contudo, existem ainda outras taxas que podem surgir, como a Certidão Negativa de Ônus Reais. Por meio dela, é afirmado que o imóvel pode ser negociado livremente.

 

Taxa de interveniência

 

O comprador que não faz o financiamento deve realizar o pagamento dessa taxa, que pode chegar a 2% do valor total do imóvel.

 

Taxa durante a obra

 

Essa é uma taxa comum cobrada de quem compra imóveis na planta, sendo necessário pagar para a construtora um valor referente aos gastos com materiais. Em boa parte dos casos, o custo é de aproximadamente 2% sobre o valor do imóvel. Mas, vale lembrar que ele, geralmente, é diluído nas prestações.

 

Taxa bancária

 

Principalmente quem solicita um financiamento, é fundamental ficar atento às taxas bancárias para evitar surpresas desagradáveis. É comum que a instituição inclua taxas de juros sobre o valor total, variando de banco para banco. Portanto, o mais recomendado é oferecer um bom valor de entrada e dividir o restante.

 

Custos de vistoria

 

Por fim, a vistoria é um serviço que deve ser contratado pelo comprador a fim de analisar as condições do imóvel que pretende comprar ou alugar, observando especialmente sistemas hidráulico e elétrico. Contudo, o preço cobrado irá depender de cada empresa e o tamanho do imóvel. Esse é um processo obrigatório para quem solicita o financiamento.

 

Bom, se você chegou até aqui, provavelmente entendeu que adquirir um imóvel vai muito além de pagar o valor solicitado pelo proprietário. No entanto, tudo isso vale a pena para, enfim, poder aproveitar sua nova vida, sem preocupações e, principalmente, poder se livrar do aluguel. É muito importante conversar com a imobiliária para entender quais são as taxas, pois isso pode variar, dependendo de alguns fatores. Por isso, não deixe de ter ao seu lado profissionais especializados e garanta total segurança durante a negociação.

 

 

Alto Padrão BC. Os melhores apartamentos à venda em Balenário Camboriú.